Gostou, curte aê

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

YOU.


Watch out, we have a badass over here. Daora a vida né ^^ Quando chego a vir 2 vezes aqui na mesma semana, é preocupante. Este pequeno lugar, ao qual vocês, leitores perdidos que por ventura existam, já estão habituados. Meu pequeno palácio, meu pequeno Regra de Três, é sacro-santo. Não por nele conter grande parte de mim, no que diz respeito a visão das coisas, mas por ele conter o espaço no qual ser eu mesmo é tão simples, tão prático, sem ter de me preocupar com julgamentos ou qualquer coisa, afinal o blog é meu, e se não gostou c qui sixploda =)
simple like that ^^ Então, encerro o pré-post com a marida da nossa amiguinha Tófano a nossa direita, para falar um pouco dessa música linda, cantada pela mesma ^^, que é o título de nosso pequeno post noturno.

Like I want you, 
oh Like I need you

Um marco interessante nessa canção, notado por este que vos fala, é o fato do comparativo "like I" ser usado pra caralho. Você, caro noob, deve saber o que isso quer dizer, se não souber , recolha-se a sua insignificancia e retire-se deste local sagrado.
Como eu estava dizendo, esse bando de "like I" indica, no contexto da letra(que você que desconhece pode ver clicando aqui ^^) que existe uma diferença entre o modo do eu lírico "querer", "precisar", como foi citado no subtitulo acima e o modo do interlocutor "querer", "precisar". Digo interlocutor, julgando que vosso cérebro seja capaz de processar que a música seja cantada em primeira pessoa e direcionada a uma segunda, que é no caso o que estamos chamando de interlocutor, seu noob. É como se eu estivesse cantando -a pra você ^^.
Então meus caros, temos um caso raro de "TFZ", sim, Tendencia a FriendZone. Digo um caso raro pois geralmente, os friendzonados são friendzonados de vez, e não costuma existir uma brecha, ou uma tendencia, apenas são jogados no limbo eterno dos amores impossíveis, onde residem até o fim de tal sentimento, que se acabou, certamente não era amor.
A TFZ no caso, é mostrada na primeira estrofe da música, cante comigo:

"You don't want me, no
You don't need me
Like I want you, oh
Like I need you"

Conseguem notar mortais, a diferença entre o jeito de querer e precisar do eu lírico? Se não conseguem, sumam daqui e parem de gastar seu tempo. Agora, o pq de eu ter chamado de TFZ está claro. Pode ser, que as diferenças entre o querer como eu quero ou precisar como eu preciso, não sejam diferenças entre amor e amizade, ou entre pegar simplesmente e pegar com vigor. São frases simples, mas dão N possibilidades de entendimento. Então, chamarei de TFZ, pois apenas passa a nítida impressão que o interlocutor quer menos que o eu lírico, assim como costuma acontecer nas FZ tradicionais ^^.
Tendo isso em mente, next.

And I, need you in my life
And I, want you in my life

Não sei se vocês sabem, mas esse lance de um sentir mais que o outro, pode arruinar relacionamentos, desde um coleguismo simples até melhores amigos, desde marido e mulher até a sogra e o corno que a está comendo, que você muita das vezes tem de chamar de "sogrão". 
Diferenças entre sentimentos sempre são algo muito difícil de se lidar. Sabe quando você ama alguem que gosta de você, ou que você gosta de alguem que sabe que você existe. É o que ocorre quando você deseja o corpo dela nu e ela deseja sua amizade calorosa ^_^ daí o termo TFZ, noobs. Mas trago atenção agora a algo, nosso subtitle. Sim, ele mesmo, foi o que mais foi repetido na música. Algum de vocês, noobs, podem traduzir por favor? Se não puderem, cliquem aqui, inúteis ¬¬ (se você clicou ali e não aconteceu nada, é porque eu sou um troll e não pus o link ^^). Sabe, essa necessidade grande, de "te" manter na minha vida, pq eu preciso, pq eu quero... 
Incrível, isn't it. Eu posso estar errado, com essa interpretação/falação inútil sobre esta linda música, mas a meu ver, é algo tão lindo e puro, o fato de mesmo havendo a diferença entre os sentimentos, o eu lirico querer definititivamente manter o interlocutor em sua vida, independente de qualquer coisa. 
Isso é foda manolo, e pode ser meio difícil de se lidar, mas quão mais difícil não seria ser excluído da vida daquele que amas, pelo simples pecado de ama-lo...
Quão mais difícil deve ser perder contato, a ponto de parecer um estranho, ao seu melhor amigo, apenas por que ele/ela não se sente da mesma maneira que você. Então manolos, deveras eu vos digo hoje, essa linda música, cujo vídeo está abaixo, retrata uma realidade da vida, que acontece a todo momento, com todos nós. 
Quer sejamos o interlocutor, quer sejamos o eu lírico, se alguem "Want you in her/his life", "Need you in her/his life", respeite isso. Respeite sua amizade, seus sentimentos, mantenha por perto alguem que te ama, mantenha por perto quem você ama, respeite isso, mesmo que "you can't feel me like I feel you"
xo xo.




ps¹: estou muito menos cômico que antigamente.
ps²: Falei que escreveria sobre 'you' =)
ps³: LUTO, Bleach .-.